Educação em Bonsucesso

A história da educação em Bonsucesso está inteiramente ligada à criação da primeira escola com o nome de Escola Rural Mista de Bonsucesso nesta região em 1908, tendo como primeiro educador o professor Miguel José da Silva, o qual em seu terreno abrigava a sede da escola, que ficava entre a propriedade do Senhor Adilson e a Chácara do Senhor Roni, porém em 1915 foi transferida para Capão Grande.
Em seu lugar foi criada pelo Decreto lei nº 511-A, no governo de Dom Aquino Correa, sendo instalada neste local em 16 de março de 1920, a qual veio transferida da localidade de Sucuri, sendo denominada Escola Rural Mista. Com a enchente do Rio Cuiabá em 1974, a escola foi totalmente destruída e, sendo reconstruída sob administração Municipal, que a denominou pelo Decreto Municipal nº 163/76 de 23/06/1976 de Escola Municipal de 1º Grau Professora Maria Barbosa Martins, a qual atende uma comunidade discente de 178 alunos, no período diurno, incluindo a Educação Infantil - Pré-escolar ao 9º Ano do Ensino Fundamental. Em Termo de Cooperação com o Governo de Moto Grosso, com a cedencia de nosso prédio atende no período noturno, 125 jovens e adultos no Ensino Médio regular – com curso mantidos pela Secretaria de Estado de Educação, através de Salas Anexas à Escola Estadual Luiz Pedro da Silva com Sede no Distrito de Campão Grande. Todos os alunos atendidos contam com Transporte Escolar sob a responsabilidade do Município de Várzea Grande, que inicia suas atividades as 06h00 do período matutino e encerrando as 22h30min, transportando alunos dos Bairro: 24 de Dezembro, 13 de Setembro; 07 de Maio, 15 de Maior, Souza Lima; pai André, Parque Boa Vista; Praia Grande e demais alunos do grande e histórico Distrito de Bonsucesso.
A Escola Municipal de Educação Básica Profª. Maria Barbosa Martins, é a Única escola de várzea Grande, que esteve presente em todas as edições do FETRAN, tendo participado em 2004 coma Peça Duas Faces e ficando classificada em nível de estado entre as cincas que eram premiadas. No inicio do Festival, não havia classificação geral de primeira, segunda e terceiro lugar. As cinco melhores ganham a premiação e a viagem oferecida aos alunos atores. Assim, nossos alunos atores já estiveram em Brasília e Campo Grande como premiação pela classificação final do FETRAN.
Nossa Unidade de Ensino considera o festival uma oportunidade muito grande para levar a comunidade conhecer as regras de trânsitos e as conseqüências do não cumprimento da legislação vigente. A transmissão destes conhecimentos em linguagem cênica torna o sisudo código de transito em um historia alegre e com falas claras que forma e informa, dentro do universo infanto juvenil. Ainda, informamos que o teatro em nossa Unidade de Ensino sempre fez parte de nossas atividades extraclasse sendo valorizado por toda a comunidade escolar interna e externa. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto Hispano Hablante

Oficinas de Cururu e Siriri

Projeto " Xô Mosquito da Dengue"